sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Internações por acidentes envolvendo motos mais que dobram em cinco anos

Governo federal propõe ação para prevenir acidentes de trânsito


Em cinco anos, as internações decorrentes de acidentes envolvendo motocicletas cresceram 114%, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde por meio do Sistema de Informação Hospitalar. Em 2013, foram mais de 169,7 mil internações ocasionadas por ocorrências no trânsito. Dessas, 88 mil decorreram de acidentes com moto, o equivalente a 51,8% do total.

Nessa quinta-feira (30), em reunião com governadores, o governo federal apresentou uma proposta para o enfrentamento das mortes ocorridas no trânsito. O objetivo é aumentar a segurança nas vias e rodovias e, consequentemente, reduzir mortes e sequelas de acidentes de trânsito, principalmente com motociclistas.

O plano Segurança no Trânsito em Defesa da Vida envolve sete ministérios e está dividido em eixos que abrangem, por exemplo, a articulação entre as três esferas de governo, a integração das informações de trânsito dos vários órgãos responsáveis, ampliar a capacitação de agentes de trânsito e alterações legais, de modo que a compra de motos possa ser feita somente por condutores habilitados.

Os gastos do SUS (Sistema Único de Saúde) com acidentes de motos foram de R$ 112,9 milhões - uma fatia de mais de 49% do total investido para tratar sequelas de acidentes de trânsito. De acordo com os dados mais recentes do SIM (Sistema de Informações de Mortalidade), do Ministério da Saúde, 42,2 mil pessoas morreram no Brasil por conta de acidentes de trânsito em 2013, sendo mais de 12 mil envolvendo motocicletas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário