sexta-feira, 1 de maio de 2015

O uso de placas padrão Mercosul é adiado pelo CONTRAN

O prazo foi prolongado para janeiro de 2017 e traz também mudanças no credenciamento das placas por motivos técnicos


O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou por mais um ano a Resolução nº 510, de 27 de novembro de 2014, que obrigava o padrão único das placas veiculares de todos os países do Mercosul para 2016. A norma traz mudanças também no credenciamento das placas.

As novas placas só serão obrigatórias a partir de primeiro de janeiro de 2017 e o adiamento foi em função de ajustes técnicos. “Falta concluir o sistema de informática necessário e verificar questões de segurança na fabricação das placas. Não é só criar um visual único para os países do bloco, mas permitir a criação de novas combinações de números e letras”, explica Marcos Traad, presidente da Associação Nacional dos Detrans e diretor geral do Detran Paraná, que acompanhou a reunião do Contran.

As novas placas serão do mesmo tamanho das placas de padrão brasileiro atual, terão mais letras e menos números. O fundo será branco sempre, o que vai variar é a cor da fonte: preta, para veículos de passeio; vermelha, para veículos comerciais; azul, para carros oficiais; verde, para veículos em teste; dourado para diplomáticos e prateado para colecionadores. Na parte superior ficará o nome do país em uma barra azul e os nomes da cidade e estado estarão na lateral direita, junto com os respectivos brasões.

O credenciamento das empresas responsáveis pela fabricação das placas foi suspenso para que seja reavaliado segundo os requisitos necessários estabelecidos pelo MERCOSUL e para a melhor adaptação das empresas.

O novo modelo de placa só será adotado para novos emplacamentos, ou seja, apenas para veículos novos, veículos transferidos de município e com troca de categoria. No Brasil, para facilitar a identificação do fabricante e data, a placa terá uma tira holográfica do lado esquerdo e um código bidimensional.

Fonte: Auto Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário