segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Zona Marrom será fiscalizada a partir desta segunda (10), em Garanhuns

Alterações no trânsito visam melhorar o fluxo de veículos no Centro.
Serviço funciona de segunda à sexta, das 7h às 19h; sábados, até às 13h.


A partir desta segunda-feira (10) começa a ser fiscalizada em Garanhuns, no Agreste pernambucano, a Zona Marrom. O espaço é reservado para um estacionamento rotativo somente para veículos que transportam materiais para lojas. Quem estacionar fora do local pode pagar multa.

Veículos de passeio ou caminhão com mais de dois eixos e um peso superior a 4.500 quilos não poderão estacionar no local. Quem não seguir a regra pode ter o veículo removido e cometará uma infração média, que é punida com multa e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Condutores de veículo de carga que estacionarem na Zona Azul, voltadas para carros de passeio, receberão a mesma punição.

Os locais que já receberam a Zona Marrom foram as Ruas Melo Peixoto, Barão do Rio Branco, Otávio Wanderlei, e as Avenidas Dantas Barreto e Joaquim Nabuco. O serviço começou no último dia 31 de janeiro, e funciona de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h. Nos sábados, termina às 13h.

Para estacionar na Zona Marrom, os condutores de veículos de carga terão que comprar um bilhete nos pontos de venda espalhados pelo centro. Como o estacionamento é rotativo, a permissão manter o carro no local tem tempo determinado, que varia de acordo com o preço pago pelo motorista. Duas horas, por exemplo, custam R$ 3.

As alterações no trânsito desagradaram alguns comerciantes. "Dificulta para descarregar o carro, fica longe", comenta a comerciante Débora Pimentel. De acordo com o gerente administrativo da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT) de Garanhuns, Elielson Silva, as mudanças nas vagas estacionamento têm o objetivo de melhorar o fluxo de veículos no Centro. "Essa área de carga e descargar é justamente para melhorar a fluidez e dar rotatividade a esses espaços", explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário