quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Regras simples podem evitar pequenos acidentes

A incessante repetição dos movimentos de dirigir às vezes faz o motorista esquecer de algumas regrinhas simples de trânsito. Pequenas atitudes podem evitar sérios problemas, especialmente para quem circula em cidades movimentadas.

Veja, abaixo, algumas dicas para escapar de pequenos acidentes: 

Troca de pista 

Pela pressa do dia a dia, torna-se quase impossível ser completamente fiel à uma pista. Mudanças são inevitáveis. Mas é preciso ter atenção para as setas. Além de ser uma infração de trânsito, mudar de pista sem dar sinal é um risco de fechadas, batidas e grandes sustos. É fundamental também olhar pelos retrovisores interno e externos. 

Celular 

Os engarrafamentos dos grandes centros urbanos são uma tentação para conversas pelo celular. Mas cuidado, usar o celular dirigindo é uma infração média, que resulta em quatro pontos na carteira e multa de R$ 85,13. Mas o principal é o risco de acidentes, pois ligar dirigindo retira a completa atenção do condutor ao trânsito. 

Distância segura 

Existe uma distância de tráfego mínima que deve ser respeitada entre dois veículos. Essa medida de comprimento, chamada de distância de segurança ou distância mínima, é de geralmente dois carros imaginários de distância. Esse espaçamento garante que, em casos de emergência, haja tempo suficiente para uma manobra de fuga de um possível acidente. 

Ultrapassagem 

A esquerda sempre deve ser respeitada no momento da ultrapassagem. Para a realização de uma ultrapassagem segura, alguns pontos devem ser observados. O primeiro deles é olhar o  retrovisor e ligar a seta. O motorista deve olhar se há espaço suficiente para a ultrapassagem. 

Ponto cego 

Presentes em todos os automóveis, os chamados pontos cegos dos retrovisores exigem atenção redobrada dos motoristas, principalmente nas ultrapassagens. São áreas de não-visibilidade do motorista, o popular ponto cego. Uma dica dada por especialistas é sempre olhar mais de uma vez em cada espelho antes de fazer a manobra.

Fonte: Terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário