sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Recife terá orientadores para melhorar o trânsito

A Avenida Agamenon Magalhães será a primeira via do Recife a receber orientadores de trânsito para auxiliar no deslocamento e educar a população, mas sem poder de multa. A partir do próximo dia 11, 73 profissionais serão distribuídos em sete cruzamentos e trabalharão em dois turnos, das 6h às 21h. Eles atuarão ao lado dos agentes de trânsito, usando motocicletas e carros, sob supervisão de inspetores e engenheiros. Até junho de 2014, serão 372 orientadores em 17 corredores, número próximo ao de agentes de trânsito do Recife, que são 480. Os orientadores também poderão informar agentes sobre infrações.

A escolha da Agamenon para iniciar o projeto se deu tanto pela importância da avenida como conectora de bairros e outros ramais quanto pela quantidade de veículos que passam no local por dia, cerca de 89 mil. Atualmente, 12 agentes trabalham fixos em três cruzamentos na via. A eles se somarão 56 orientadores, divididos em quatro por turno, mais oito em motocicletas com rondas permanentes e quatro inspetores. Outros cinco profissionais, inclusive quatro engenheiros de tráfego, vão trabalhar planejando ações de mobilidade. Todos serão escolhidos por seleção feita pela Serttel, empresa responsável pelo treinamento de duas semanas do primeiro grupo a assumir o serviço.

Os orientadores não precisam ter experiência em trânsito, diferentemente dos inspetores, para serem aprovados. Também caberá a eles repassar informações em tempo real para a central de monitoramento da CTTU sobre acidentes, defeitos em semáforos, protestos e veículos quebrados.

“O objetivo é melhorar o trânsito, agilizar a resolução de problemas e garantir o fluxo de equipes de socorro. Sabemos que um carro parado na Agamenon pode reverberar até em Olinda e Boa Viagem. E percebemos que falta orientação para os motoristas”, afirmou a presidente da CTTU, Taciana Ferreira. A partir de hoje, uma campanha publicitária entra no ar para informar os motoristas sobre o trabalho dos orientadores.

Eles estarão vestidos de amarelo, portando o nome no fardamento e com equipamentos auxiliares como apito e rádios. Durante o treinamento, tiveram aula de legislação, técnicas de abordagem, ética, rede semafórica e postura. “É a primeira vez que trabalho com trânsito. Devemos ter paciência e respeitar o condutor”, explicou Robson Danillo, 22 anos, que já trabalhou como telemarketing e vendedor. A gestão operacional do grupo será feita por meio de um sistema informatizado.

Fonte: Blog do Gonzaga Patriota / Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário