terça-feira, 15 de outubro de 2013

Excesso de óleo pode trazer prejuízos ao motor

O nível do óleo do motor deve estar entre o mínimo e o máximo na vareta. Nem mais nem menos. Não invente de colocar mais por “segurança”. Além de ser um gasto desnecessário, o excesso de lubrificante pode danificar peças e provocar vazamentos no motor.

Antes de saber os danos do excesso de óleo, é fundamental entender como isso geralmente acontece. Nos postos de combustível normalmente os frentistas fazem a verificação com o motor quente, o que é errado. Com o motor quente o lubrificante ainda não desceu todo para o cárter (o reservatório) e dá a falsa impressão de que o nível está baixo. Por isso, muitas vezes o lubrificante é completado sem necessidade. A medição deve ser feita com o motor frio, no mínimo 10 minutos após desligá-lo. E o veículo precisa estar em um lugar plano.

Caso o óleo esteja acima do nível, o primeiro indício é aparecer vazamentos. Os retentores podem não suportar o aumento da pressão interna. Outro risco é que o excesso de óleo ir para a câmara de combustão, onde é para chegar somente ar e combustível. Isso afeta o consumo do carro e, mais grave, poderá danificar o catalisador, a peça mais cara do sistema de exaustão dos automóveis.

Há o risco ainda de o óleo chegar às velas. E aí você já sabe o resultado: falhas e mais gasto na hora de abastecer. O excesso de lubrificante também mudará a taxa de compressão interna do motor, o que leva à redução da vida útil das peças.

Se tudo isso é novidade para você, é bom prestar atenção a partir de agora quando o frentista oferecer para “dar uma completada no óleo”. 

Pode baixar 

É importante saber que o óleo do motor do carro pode ser completado entre os prazos de troca estipulados pelas montadoras. Os fabricantes dizem que um automóvel pode baixar até 1 litro a cada 1 mil quilômetros rodados. Isso, claro, varia de modelo para modelo e de como o motorista usa o veículo. Por isso, é importante checar o nível de óleo pelo menos uma vez a cada 15 dias. Mas lembre-se: sempre com motor frio para não cair em pegadinha.

Fonte: Terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário