quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Direção elétrica diminui consumo de combustível; entenda

É possível que você já tenha visto em anúncios de carro o opcional “direção elétrica”. Elétrica? Sim, você não leu errado. Alguns carros vêm com este componente que tem o mesmo papel da direção hidráulica, ou seja, deixar o volante mais leve para o motorista.

A vantagem da direção elétrica é que ela não depende do funcionamento do motor do carro. Um motorzinho elétrico fixado junto à caixa de direção auxilia os braços da direção a ficarem mais leves. Diferentemente do sistema hidráulico, não há óleo no mecanismo. Também não há correias, mangueiras e polias e, por isso, os riscos de defeitos são menores.

O único problema é em caso de pane no sistema elétrico. Se isso acontecer, porém, a direção ficará pesada, mas não irá travar. O motorista seguirá com o controle do carro.

Como não usa a força do motor, a direção hidráulica pode representar uma economia de combustível que pode chegar a 5%. 

Eletrohidráulica 

Há ainda carros com um sistema misto, chamado de eletrohidráulico. Neste caso, o volante fica leve graças ao óleo na caixa de direção, que é tocado por uma bomba. A diferença é que essa bomba é acionada por um motor elétrico e não pelo motor do carro. Isso também evita a perda de potência do carro e, por consequência, economia no consumo de combustível. 

Fonte: Terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário