sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Diferença na pintura pode indicar que carro foi batido

Comprar um carro usado é quase sempre é uma loteria. Como geralmente é impossível saber a procedência, o jeito é revisar bem. Para saber se já foi batido, por exemplo, há algumas dicas que ajudam a identificar se o carro passou por uma maquiagem para disfarçar defeitos.

A fim de esconder problemas na pintura do veículo, alguns vendedores se utilizam de produtos para “maquiar” os danos. O futuro comprador deve ficar atento a detalhes que podem entregar esses problemas. Ao avaliar a pintura com o carro limpo e seco em local claro, é possível notar diferenças na pintura que podem ser provenientes de algum acidente ou arranhão passado. Fique atento também a amassados, ondulações e alinhamento de portas, capô, teto e para-choques.

Em áreas mais propícias a acidentes, como para-choques, para-lamas e portas, o tato é uma boa ferramenta. Passe a mão em áreas suspeitas e, se necessário, aplique leves batidas no local. Caso o barulho seja diferente de um ponto para outro, pode ter ocorrido o uso de massa plástica para esconder problemas. 

Empresas verificam a procedência do carro 

Caso você não se sinta seguro em fazer a revisão sozinho, existem empresas que emitem laudos técnicos e realizam uma perícia cautelar no automóvel. O laudo comprova a originalidade do chassis e motor, além de analisar toda a parte estrutural e documentação. Um especialista dispõe de aparelhos para identificar se a pintura está mais espessa em determinadas partes do carro.

Fonte: Terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário