quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Acelerar o carro antes de desligar pode causar desgastes

A mania de acelerar o carro antes de desligar existe há muito tempo. A prática até fazia sentido nos carros mais antigos, nos carburados. Hoje, porém, ela é totalmente desnecessária. Pode provocar corrosão de peças do motor e danificar o catalisador.

O hábito de acelerar o carro antes de desligar vem desde os veículos equipados com motores dois tempos, que misturavam o combustível com o óleo lubrificante do motor. Ao bombear o acelerador antes de estacionar, o combustível e óleo não queimados ficavam no cilindro, diminuindo o atrito no próximo funcionamento. Já nos carros carburados a mania ajudava na próxima partida, especialmente nos dias mais frios.

Isso acontecia devido à tecnologia da época. As bombas eram mecânicas e demoravam a injetar ou puxar combustível para o carburador e depois para o motor. Com a acelerada antes de desligar o carro, teoricamente, a linha de combustível ficava cheia e facilitaria a partida do motor.  Acreditava-se também que acelerar o carro antes de desligar dava uma carga extra ao alternador, prevenindo problemas com a bateria.

Os problemas causados por este tipo de vício são fáceis de perceber. Você acelera o carro e o desliga em seguida. As linhas de combustível ficaram cheias, ok. E o que acontece com o combustível que foi injetado na câmara de combustão e não foi queimado? É natural que uma parte dele fique escorrendo pela parede do cilindro, retirando a camada de óleo que diminui o atrito, resultando em mais atrito na próxima partida. Outra parte desce pelo pistão e pode acabar contaminando o óleo do carro. A gasolina usada no Brasil tem de 20% a 25% de etanol, que por sua vez pode ter até 0.5% de água. O etanol encontrado nos postos tem até 5% de água.

Não precisa ser nenhum engenheiro para notar que essa água levará à corrosão prematura de alguns componentes do motor. Outra parte desse combustível não usado pode parar no catalisador e silenciosos dos carros. Além de prejudicar o veículo, a mania de acelerar o carro ainda aumenta a emissão de poluentes e o consumo do carro.

Fonte: Terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário