quarta-feira, 10 de julho de 2013

Carro novo pode gastar mais combustível até amaciar

Não é conversa furada. Carro novo pode gastar mais combustível do que o mesmo modelo usado. Mas você não precisa se arrepender de ter retirado um zero quilômetro da concessionária. O consumo maior será somente até o amaciamento do motor.

Apesar de menos do que antigamente, a maior parte dos carros ainda precisa de um período de amaciamento do motor, que geralmente fica entre 1 mil e 3 mil quilômetros. Isso varia conforme a montadora, mas se há necessidade de amaciamento isso estará escrito no manual do proprietário.

Durante esse período de amaciamento, o carro poderá ter uma variação mínima na média de gasto de combustível, isso porque há maior atrito entre as peças internas do motor, especialmente porque os anéis exercem pressão maior sobre os cilindros, diz Silvio Figueiredo, pesquisador do Laboratório de Motores do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) de São Paulo.

Em alguns modelos nem é possível notar essa diferença, que geralmente não passa de 20% a mais. Se houve gastos excessivos, porém, o motorista deve procurar a oficina da concessionária para saber se há outro defeito.

A maior parte das montadoras recomenda evitar acelerações excessivas nos primeiros 1 mil quilômetros. Isso facilitará a lubrificação de óleo para limpar eventuais partículas que tenham sobrado do ajuste das peças. “Acredito que o consumo de óleo, ao contrário do de combustível, deva ser menor. Por outro lado, isso deve gerar mais resíduos metálicos no óleo e, consequentemente, a necessidade de trocá-lo”, observa Figueiredo.

Fonte: Terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário