sábado, 25 de setembro de 2010

Van escolar terá de oferecer cadeirinha

O uso de cadeirinhas para o transporte de crianças em veículos escolares deve ser exigido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Desde 1º de setembro, motoristas de carros de passeio devem utilizar equipamentos adequados a cada faixa etária para levar menores de sete anos. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Alfredo Peres da Silva, presidente do Contran, disse que o órgão já está discutindo como será feita a regulamentação. Táxis, que por enquanto não precisam obedecer às novas regras, também estão sob avaliação. – Não foi descuido o táxi ficar de fora (da lei). Não foi descuido ficar de fora o transporte escolar. Isso será regulamentado quando definirmos como deve ser o veículo que fará o transporte escolar – explicou Silva. O presidente esclareceu que os ônibus ficaram dispensados de respeitar a exigência porque todo veículo em que é permitido que pessoas fiquem de pé não precisa oferecer cinto de segurança. – Se não tem cinto, como vai ter cadeirinha? Então, está descartado o caso do ônibus. Ou você normatiza e muda a configuração do escolar (exigindo o cinto de três pontos para fixar o equipamento), e aí você vai exigir isso só para os novos, ou você permite o uso do cinto de segurança, que é o que está sendo feito agora. Silva acrescentou que a maior dificuldade é mexer com os veículos em circulação – quanto aos novos, é mais fácil, pois podem começar a ser fabricados de acordo com as novas configurações. O Ministério da Educação convocou uma audiência pública para amanhã com fabricantes e montadoras de veículos, transportadores, ONGs e técnicos. Segundo Silva, é possível que haja tempo para as novas orientações entrarem em vigor em 2011.

Fonte: Jornal Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário