sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Idade, peso ou altura? Especialistas dizem o que considerar na cadeirinha

O que vale mais na hora de escolher a cadeirinha certa: a idade da criança, o peso ou a altura? A dúvida é uma das mais enviadas por internautas ao G1 desde o início da obrigatoriedade do equipamento em carros de passeio, no último dia 1º. Segundo especialistas, o conforto da criança é o que deve contar mais, sobretudo para decidir se já é o momento de mudar ou não de equipamento. Somente no caso do uso do assento de elevação é que a altura se torna determinante: crianças que ainda não tenham 1,45 m não devem dispensar o dispositivo. A regra do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) sobre cadeirinhas utiliza faixas etárias para indicar o equipamento mais adequado: - bebê conforto deve ser usado por crianças de até 1 ano; - cadeirinha deve ser usada de 1 a 4 anos; - assento de elevação é para crianças de 4 a 7 anos e meio; - banco de trás, só com cinto de segurança, é indicado às que têm de 7 anos e meio a 10 anos, com 1,45 m de altura, no mínimo. O Inmetro, ao certificar os produtos, dividiu-os em grupos de acordo com o peso, altura e idade: - grupo 0: crianças de até 10 kg, 0,72 m de altura, 9 meses - grupo 0+: até 13kg, 0,80 m de altura, 12 meses - grupo 1: de 9 kg a 18 kg, 1m de altura, 32 meses - grupo 2: de 15 kg a 25 kg, 1,15 m de altura, 60 meses - grupo 3: de 22kg a 36 kg, 1,30 m de altura, 90 meses "Essa é uma classificação mundial. Mas os pais devem usar o bom senso", explica Gustavo Kuster, gerente da Divisão de Programas de Avaliação da Conformidade do Inmetro. Ele pondera que a indicação do peso máximo não significa que, ao usar um equipamento, pesando mais do que indica o fabricante, a criança terá menos segurança. "Se ela ainda cabe naquele dispositivo, está confortável, com o cinto bem preso, pode continuar nele". Segundo Kuster, na hora de escolher a cadeirinha, os pais devem considerar que há produtos que abrangem mais de um grupo. "Existem cadeirinhas certificadas que comportam de 0 kg a 25 kg, por exemplo. Outras duram praticamente todo o tempo em que a criança vai precisar usar dispositivo de retenção". O especialista em segurança veicular Celso Arruda, da Unicamp, diz que o ideal para escolher a cadeirinha é levar a criança e o carro à loja, testando o produto em ambos para ver qual é o mais adequado. Do bebê conforto para a cadeirinha O mesmo critério deve ser considerado para decidir se é o momento de passar a criança para o equipamento indicado às maiores.

(G1 Notícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário